Studio Alex Bonilha

CASACOR SP 2019

São Paulo - SP

local: CASACOR, São Paulo - SP
building area: 60 m²
year: 2019

Inspirados pelos pilares que estruturam um morar harmônico, sustentável, com uma pulsante verve artística, e, ao mesmo tempo, contemporâneo e cosmopolita, o Studio Alex Bonilha faz sua estreia em CASACOR São Paulo, a maior e mais importante mostra de arquitetura, design e paisagismo da América Latina, com o ?Espaço Ser?, um living de 60m² que busca pelo resgate das relações humanas e da memória afetiva que guia nossas vidas.
O evento, que acontece de 28 de maio à 4 de agosto, no Jockey Clube de São Paulo, segue como linha narrativa o tema ?Planeta Casa?, o qual foi traduzido pelo escritório por meio de materiais naturais e ecológicos. Um pórtico geométrico serve como entrada para o projeto que engloba sala de estar e um banheiro com três cabines, onde os profissionais criaram uma divisória suspensa por tirantes de aço, que separa os dois espaços de maneira moderna e elegante.
Com o intuito de trazer a história do prédio tombado, o arquiteto Alex Bonilha e a designer Mahely Oliveira, profissionais por trás do sucesso do Studio, mantiveram o teto original do Jockey: ?Queríamos criar uma relação com o tempo, mostrar sua raiz e sua origem?, pontuaram. Fora isso, a paleta de cores em tons terrosos ganha um ar intimista com o uso do preto, presente na treliça de grandes proporções, alocada logo na entrada. Além disso, alguns toques de cores fortes completam o layout e aparecem no verde petróleo do tapete e na obra de Siron Franco, concebendo, assim, uma essência viva e vibrante para o espaço. A tecnologia, claro, participa do projeto, entretanto, aparece de maneira sútil na construção de móveis e materiais.
A prosa contemporânea e cosmopolita do ?Espaço Ser?trabalha ao lado da busca das conexões humanas como prioridade, sendo o ambiente o instrumento de recuperação e reencontro das pessoas com seus centros. As obras de arte, meticulosamente escolhidas em parceria do curador Cézar Prestes, seguem este conceito e funcionam como resgate da nossa memória afetiva.
O décor minimalista e moderno, não deixa o aconchego e conforto de fora. No mobiliário encontramos uma seleção especial e elegante de design assinado, como peças de Zanine de Zanine, Sérgio Rodrigues, Studio Bola, Ronald Sazon e Jader Almeida. Luminárias de formas antigas de vidro soprado artesanalmente,e um tapete de 70 anos, que passou por um processo de restauração e modernização, ajudam na alusão do tempo como um dos fios condutores do projeto.